Reflexão: Psicopedagogia- o que é, o que é?

Compartilhe com os seus amigos

Alô, Comunidade! Hoje, segunda-feira (07), é dia de Coluna! O professor Matheus Wisdom vai trazer textos reflexivos acerca da Educação brasileira.

Ele é licenciado em letras, pedagogo, psicopedagogo e neuropsicopedagogo, especialista em transtorno do espectro autista, educação especial inclusiva, entre outras especialidades.

No texto de hoje, o professor traz um tema bem reflexivo a respeito do processo de ensino e aprendizagem. Você sabe o qual é a importância da Psicopedagogia?  Confira:

A busca por um Psicopedagogo tem sido constante e, infelizmente, muitos ainda não sabem os porquês envolvidos por detrás da execução desse trabalho. Na clínica, esse profissional trabalhará a partir das dificuldades apresentadas pela criança em seu ambiente escolar. Pode ser que sejam queixas referentes à concentração, atenção, leitura, escrita, raciocínio lógico-matemático, planejamento, memorização, etc. Quando surge essa demanda, o Psicopedagogo submeterá à criança ou adolescente a uma avaliação para, após levantamento de hipóteses, informar à família qual plano interventivo terapêutico será utilizado para a minimização das barreiras encontradas ou superação delas.

 

Por Matheus Wisdom

Psicopedagogia- o que é, o que é?

“Procure um Psicopedagogo”. Emerge significativamente a procura por um Psicopedagogo indicado por equipes pedagógicas de centros escolares quando crianças e adolescentes não conseguem atingir os esperados níveis de habilidades e competências estipulados para o seu segmento educacional. Para alguns familiares, uma enorme surpresa, para outros, a culminância do que já se esperada. Para ambos, a questão: o que é a Psicopedagogia? O que faz, então, o Psicopedagogo?

Relativamente nova quando falamos em outras ciências, a Psicopedagogia emerge ainda em meados da década de 40 na Europa e chega à América do Sul em meados dos anos 70, na Argentina em Centros de Saúde Mental. Ainda nesse período, a Psicopedagogia chega ao Brasil por meio de Jorge Visca, englobando conhecimentos e fundamentos da Psicanálise, Psicologia e Pedagogia e subsidiada pela Medicina. Mas, e hoje? Como funciona?

Primeiro, é preciso entender que existem duas vertentes psicopedagógicas: preventiva e terapêutica. Quando é mencionada a Psicopedagogia sob a perspectiva preventiva, faz-se referência a sua atuação em instituições como empresas, escolas, ONGs e assim por diante. Nesses ambientes, o Psicopedagogo atuará com enfoque em minimizar problemas pré-existentes em corpo coletivo, elaborar projetos, treinamentos e identificação de potencialidades dos colaboradores para melhor produtividade. E quer dizer do âmbito terapêutico? A atuação clínica, fazendo referência ao próprio nome, diz respeito a atuação profissional em consultórios mediante atendimentos individuais, grupos de trabalho ou com equipe multidisciplinar.

A busca por um Psicopedagogo tem sido constante e, infelizmente, muitos ainda não sabem os porquês envolvidos por detrás da execução desse trabalho. Na clínica, esse profissional trabalhará a partir das dificuldades apresentadas pela criança em seu ambiente escolar. Pode ser que sejam queixas referentes à concentração, atenção, leitura, escrita, raciocínio lógico-matemático, planejamento, memorização, etc. Quando surge essa demanda, o Psicopedagogo submeterá à criança ou adolescente a uma avaliação para, após levantamento de hipóteses, informar à família qual plano interventivo terapêutico será utilizado para a minimização das barreiras encontradas ou superação delas. O público-alvo, em geral, são indivíduos com dificuldades de aprendizagem, transtornos de aprendizagem, deficiência intelectual, autismo ou quaisquer patologias que interferem diretamente na maneira como o sujeito aprende. Entretanto, pode atuar com educandos que buscam atingir um melhor potencial acadêmico dentro das suas áreas de habilidades.

O tratamento psicopedagógico varia de acordo com a evolução do paciente e pode demorar meses ou anos, depende de como as respostas aos estímulos fornecidos vão surgindo. Cada paciente tem um plano de trabalho individualizado que atende as suas especificidades e que deve ser revisto periodicamente à medida que adquire as habilidades e competências esperadas.

E agora? Conseguiu compreender o que é a Psicopedagogia e a importância desse profissional para o desenvolvimento da criança?

 

OBS: Em parceria com o Comunidade Noticia, você que é seguidor da página e acessa o site tem desconto em avaliação e intervenção psicopedagógica na WISP – Wisdom Serviços Psicopedagógicos. Ligue ou envie mensagens para nosso WhatsApp para outras informações!

(71)99364-7603

 


Siga o Comunidade Notícia no Facebook e Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *